Folha de Chuvas

e478f21932a6c2a7327f2aa91384f913[1]

Não escreverei sobre a primavera
Pois nunca tive um amor do qual pudesse dar flores

Nem cantarei sobre romances
Pois todos se desfizeram como areia.

Entre tantos acordes
Notas

E sentimentos
Eu me vi sozinho
Sem cordas na guitarra.

Se de tantos momentos
Eu pudesse guardar algum
Não saberia decidir
Pois todos foram grandiosos

No coração de quem nunca deu flores.

Mas no fim
Sei que nem tudo sobrevive ao inverno
Mas se viverei para a primavera

Espero encontrar meu verão.

Elohim.

Leave a Reply