Temor

O amor pode surgir dos lugares mais inóspitos
Num coração gelado
No mais desanimado dos homens.
O paciente e benigno amor.

O medo me percorre
Como se todas as minhas entranhas
Se transformassem em gelo e chamas
Queimando e congelando meu ser
Reverberando uma canção que jamais entendi.

Um tolo é o que sou
Pois não sei cantar
A canção que podes escutar
Aquela em que lhe explico
Que sua visão de felicidade
Quero me tornar.

Frio e calor
Acho que posso morrer
Com essa sensação tão boa
E que me assombra

Pois sua beleza me assombra
Me assusta
Me faz sonhar
Mas nunca tenho pesadelos
Porque este medo é muito melhor
Do que poderia esperar.

É o medo também de responsabilizar
De encarar o mundo
Abrir o peito
E deixar você entrar.

Oro, não pra ser aquele
Que a felicidade pode trazer
Mas aquele que sabe
De onde ela realmente vem

Elohim.

 

By that love I could understand how life is precious.
My dear one, please hear my song. The song of my love.
I can be just a fool. A fool in love with you.
I fell for you and I knew
The vision of your loveliness
I hope and pray
I’ll be the vision of your happiness.

Leave a Reply